top of page

16 de maio - 19h30 às 21h

Local: Espaço Cultural Olho da Rua: Rua Bambina, 6 - Botafogo

Ciência no Cinema

Quando pensamos "ciência no cinema" geralmente nos vem à cabeça filmes de ficção científica. Contudo, gêneros como comédia, suspense, aventuras e até desenhos animados podem trazer temas científicos e são ótimas oportunidades para discussões descontraídas sobre o futuro e os avanços científicos que nos aguardam.

Stevens Rehen

Professor Titular do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordenador de Pesquisa do Instituto DOr de Pesquisa e Ensino (IDOR). Chair do Comitê Brasileiro da Pew (Charitable Trust Latin American Program in the Biomedical Sciences), Membro do Comitê Científico do Museu do Amanhã, Membro da Câmara Técnica para Terapias Avançadas da ANVISA, Embaixador ASAPbio, Coordenador Geral do Projeto de Criação do Biobanco de Células-Tronco de Pluripotência Induzida (iPS) do Ministério da Saúde. Membro Afiliado da Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento (TWAS). Fellow da Pew. Membro do corpo editorial das revistas Frontiers in Neuroscience e Advances in Regenerative Biology. Foi Presidente da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC, 2005-2008), Membro Afiliado da Academia Brasileira de Ciências (2008-2012), Diretor Adjunto de Pesquisa do Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ (2008-2013), Coordenador da Rede Nacional de Terapia Celular do Ministério da Saúde (2013-2015), Secretário Executivo para o Congresso Mundial da International Brain Research Organization (Rio 2015), Membro do Comitê Regional da Pew Charitable Trust Latin American Program in the Biomedical Sciences (2010-2014). Atua também em Divulgação Científica, possui um livro publicado para o grande público sobre o tema células-tronco e é coordenador da ArtBio. Foi colunista do Instituto Ciência Hoje, além de apresentador de um programa de entrevistas com cientistas brasileiros na internet e de uma coluna semanal ao vivo sobre ciência no canal de TV Globo News. Possui Graduação em Ciências Biológicas - Genética (1994), Mestrado (1996) e Doutorado (2000) em Ciências Biológicas pela mesma universidade, Pós-Doutoramento em Neurociências pela Universidade da Califórnia em San Diego (2003) e pelo Instituto de Pesquisa Scripps dos Estados Unidos (2005). Tem interesse em células-tronco de pluripotência induzida (iPS) e em ser feliz.

Milton Moraes

Milton é biólogo, mestrado em Biofísica pela UFRJ e doutor em Biologia Celular e Molecular pela mesma instituição. Ingressou em 2002 no Instituto Oswaldo Cruz como pesquisador no laboratório de hanseníase. Recentemente como resultado de estudos acadêmicos, está avançando no desenvolvimento de um kit de PCR, em validação, para diagnóstico da hanseníase. Atualmente ocupa a chefia do laboratório de Hanseníase do IOC. Milton é também professor da UERJ estando envolvido desde a graduação em diversas atividades de divulgação científica participando em feiras, aulas, palestras, cursos e publicando artigos em revistas e jornais.

Mauro Rebelo

Mauro Rebelo é cientista e empreendedor. Tem doutorado em Biofísica e pós-doutorado em Biologia Molecular Ambiental na Itália. É professor da UFRJ e fundou a Bio Bureau Biotecnologia porque queria resolver problemas reais no mundo real e acredita que artigos acadêmicos não podem ser o produto final da atividade científica. Também é co-fundador da Mobile Brain, uma empresa de edutech que produz e distribui cursos para dispositivos móveis com mais de 500.000 alunos no Brasil. Escreveu um blog de divulgação científica por mais de 10 anos e publicou o livro "A Verdade sobre Cães e Gatos' com uma coletânea de seus textos. Conduziu a primeira campanha bem sucedida de crowdfunding científica no Brazil, é um bom cozinheiro e saxofonista amador.

Gabriel de Freitas

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (1995), Fellowship em doenças cerebrovasculares no Centre Hospitalier Universitaire Vaudois, Lausanne, Suíça (2000) e doutorado em Clínica Médica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004). Atualmente é medico neurologista da Universidade Federal Fluminense, coordenador de pesquisa na área de Neurologida do Instituto D`Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) e representante da Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares na World Stroke Organization. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Neurologia, atuando principalmente nos seguintes temas: acidente vascular cerebral, diagnóstico, tratamento, isquemia cerebral e células tronco.

bottom of page