17 de maio - 19h30 às 21h

Local: Alzirão Empório Bar - Av. Barão de Itapura, 2365

Da poeira às Estrelas, como a humanidade pode conquistar o Universo?

Animais, Humanos e E.T.s

No século passado, demos os primeiros passos rumo ao espaço, durante a corrida entre EUA e União Soviética. Atualmente estamos em uma nova e empolgante fase da exploração espacial, com a participação de agências espaciais de diversos países e mesmo empresas privadas, como a Space X, de Elon Musk. Estamos criando e testando a ciência e a tecnologia necessária para podermos estudar e habitar o espaço a um custo razoável, talvez até rentável comercialmente. Nessa nova visão do espaço, o objetivo é usar o conhecimento tecnológico adquirido, bem como a estudo da vida em nosso planeta, para avançar além da órbita terrestre, para a Lua, Marte e além, inclusive com viagens tripuladas. Hoje temos as ferramentas para explorar esses sonhos, inclusive no Brasil, onde estão sendo planejadas e desenvolvidas ambiciosas missões espaciais com experimentos em astrobiologia, como a Garatea-L, para a Lua.

Curiosidades linguísticas, o papel do linguista na ciência e na sociedade, além de especulações sobre uma hipotética comunicação entre humanos e ETs.

Douglas Galante

Douglas Galante teve grande parte de sua formação pela Universidade de São Paulo. Graduou-se em Ciências Moleculares em 2003 e defendeu seu doutorado em Astronomia em 2009, com um dos primeiros trabalhos em astrobiologia do país. Até 2012 foi pós-doutorando também na USP, trabalhando nas fundações do Núcleo de Pesquisa em Astrobiologia, hoje uma instituição parceira da NASA, e na criação de um laboratório dedicado ao tema. No mesmo ano integrou a equipe de pesquisadores do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, onde vem usando as instalações de um dos maiores laboratórios dos país para estudar a origem, evolução e distribuição da vida na Terra e em outros planetas.

Thiago Oliveira da Motta Sampaio

Doutor em Linguística na linha “Linguagem, Mente e Cérebro” na UFRJ.  Estagiário de doutorado sobre Percepção do Tempo no Instituto da Saúde e de Ciências Médicas da França (INSERM), atuando na Unidade de Ciências Cognitivas (U992 – UniCog) do NeuroSpin Center (2012-2013), laboratório membro do Human Brain Project. Hoje atua no Laboratório de Eletrofisiologia e Rastreamento Ocular (LER-UFRJ), laboratório da Rede CpE (Ciência para Educação) e é um dos fundadores do Laboratório de Aquisição, Processamento e Sintaxe (LAPROS-UNICAMP). Professor de Psicolinguística e de Processos Cognitivos. Colaborador do Blog #Linguística - UNICAMP.

Lucas Fonseca

Lucas Fonseca é engenheiro mecatrônico formado pela EESC-USP  e mestre em engenharia espacial pelo Instituto Superior de Aeronáutica e Espaço (ISAE-Supaero) de Toulouse. Trabalhou na missão Rosetta, iniciativa da agência espacial européia (ESA) que se tornou uma das missões espaciais mais incríveis já realizadas. Lucas auxiliou na estratégia de pouso do módulo Philae sobre o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko. Orientador do grupo Zenith da EESC - USP, co-fundador da empresa Airvantis e idealizador da missão Garatéa-L, a missão lunar brasileira.