16 de maio - 19h30 às 21h

Local: R. Iguaçu, 209 - Itoupava Seca

Pense no que digo, não pense no que é fato: a era da pós-verdade

e dos filtros-bolha

"Pós-verdade" foi eleita a palavra do ano 2016 pelo Dicionário Oxford. Segundo a entidade, o termo é um adjetivo "que se relaciona ou denota circunstâncias nas quais fatos objetivos têm menos influência em moldar a opinião pública do que apelos à emoção e a crenças pessoais". Por outro lado, "filtros-bolha" ou "bolhas de filtragem" compreendem a personificação das informações gerada pelos motores de busca da internet: Google, Facebook, Amazon, portais de notícias, jornais, etc. Ambos os conceitos estão relacionados a acontecimentos políticos recentes, e têm importante papel no estabelecimento das crenças sobre a realidade e no processo de polarização de indivíduos ou grupos sociais. Afinal, nem tudo que está na rede é fato, mas uma mentira repetida mil vezes pode tornar-se verdade.

Marcos Antônio Mattedi

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Regional de Blumenau (1991), mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (1994), doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1999) e estágio pós-doutoral no Centre de Sociologie de L´innovation - ENMP/Paris (2003). Dirige o Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos da Tecnociência - NET desde 2006 e atualmente é coordenador e professor titular do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional da Universidade Regional de Blumenau. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em sociologia do conhecimento científico, atuando principalmente nos seguintes temas: ciência e tecnologia, desenvolvimento regional, sociologia, impactos ambientais, desastres, meio ambiente e percepção ambiental. Atualmente tem pesquisado os processos de formação e dissolução de redes sociotécnicas.

Maiko Rafael Spiess

Formado em Ciências Sociais pela Universidade Regional de Blumenau (2007). É mestre (2010) e doutor (2014) em Política Científica e Tecnológica pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Realizou estágio como pesquisador visitante no Department of the History of Science, Harvard University, entre 2012 e 2013. É professor efetivo no Departamento de Ciências Sociais e Filosofia, na Universidade Regional de Blumenau. É membro coordenador do Núcleo de Estudos da Tecnociência (FURB). Suas áreas de interesse incluem: Sociologia do Conhecimento, Sociologia da Ciência e Tecnologia, Política de C&T, Políticas Públicas, Desenvolvimento Regional, Alimentação nas sociedades contemporâneas.